6.º CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO: MPLA, edifício que nunca estará concluído

O Camarada Presidente José Eduardo dos Santos disse, sábado (08), estar convicto do dever cumprido.

 

PortalMPLA, 08 SETEMBRO 18 (SÁBADO) - “Hoje, dia oito de Setembro de 2018, é de cabeça erguida que estou neste conclave do nosso Partido, na presença de mais de dois mil delegados, com a convicção do dever cumprido, pronto para passar o testemunho da liderança do Partido ao próximo Presidente”.

(Na foto, momento da homenagem ao Arquitecto da Paz, Presidente Emérito do MPLA).

No seu discurso de despedida, o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos declarou que “para trás ficam anos de luta, de resiliência, de firmeza, de camaradagem e de solidariedade, para que o MPLA se afirmasse como um grande Partido vencedor, servindo os interesses superiores do povo angolano”.

O Arquitecto da Paz comparou o MPLA a “um edifício que nunca estará concluído, porque a dialéctica da vida exige que ele seja constantemente aperfeiçoado, a fim de fazer face às exigências de cada momento específico do desenvolvimento económico, social e cultural do País, onde ele se insere como um corpo vivo, que procura catalisar todas as transformações que ocorrem ao longo da história da Nação angolana.

“Com o advento da democracia e a constituição de um Estado democrático de direito, o MPLA passou a reger-se pelos princípios da transparência, da organização e da gestão democrática e da participação de todos os seus membros, o que implicou o abandono, por exemplo, do princípio do centralismo democrático” – rememorou.

/AB

Foto: DDS

Veja todas as notícias