9ª Sessão Ordinária do CC: MPLA com quatro milhões e 500 mil militantes

O Camarada Presidente José Eduardo Dos Santos recomendou, nesta sexta-feira (24), em Luanda, uma maior atenção à vinculação dos dirigentes dos escalões superiores e intermédios aos Comités de Acção.

 

Luanda, 24 ABRIL 15 (6ª FEIRA) – Na abertura, na manhã desta sexta-feira (24), da 9ª Sessão Ordinária do Comité Central do MPLA, o Presidente do Partido, Camarada José Eduardo dos Santos revelou que o processo de revitalização das estruturas de base, que está em fase de conclusão, permitiu a criação de mais de 74 mil e 500 Comités de Acção, que enquadram cerca de quatro milhões e 500 mil militantes.

No seu discurso, recomendou maior atenção à vinculação dos dirigentes dos escalões superiores e intermédios aos Comités de Acção do Partido, pois que, como disse, é fundamental a ligação da Direcção às bases e, através destas, às amplas massas populares.

“O MPLA está ligado ao povo, pela sua natureza e características e trabalha para a resolução dos seus problemas”, frisou.

Ainda na sua dissertação, o Presidente Dos Santos orientou a criação de uma nova estratégia política, económica, social, cultural e de segurança e defesa nacional, porquanto a actual corresponde à fase actual de reconstrução nacional e de recuperação económica que o país vive actualmente.

O mais alto dirigente do Partido realçou que “precisaremos, também, de uma nova estratégia eleitoral e de preparar convenientemente a renovação dos mandatos de todos os órgãos de Direcção do Partido, preservando a unidade e coesão” no seu seio.

“Penso que as nossas escolhas devem basear-se em critérios como a lisura, a lealdade, o patriotismo, a disciplina, o conhecimento, o mérito e a capacidade de produzir resultados”, observou.

(Discurso, na íntegra, logo a seguir).

PortalMPLA/ER/AB

Foto: João Luís

Veja todas as notícias