CABINDA: Juventude é prioridade do MPLA

O candidato João Lourenço discursou, neste sábado (08), no Largo Dr. Agostinho Neto.

 

Luanda, 08 ABRIL 17 (SÁBADO) - Cabinda acolheu e escutou, neste sábado (08), o Camarada João Lourenço, candidato do MPLA a Presidente da República de Angola. E, comenta – se, a recepção não poderia ser mais efusiva, na medida exacta em que ele é, também, “produto de Cabinda”, do seu “laboratório de quadros”, que proporcionou ao País dos melhores comandantes e combatentes, chamados hoje a comporem o topo da hierarquia do Partido e do Estado.

Tendo saudado a juventude angolana, neste mês consagrado a Hoji-ya-Henda, João Lourenço não desperdiçou a ocasião para reafirmar que ela continua a ser prioridade do MPLA e do seu Governo. Nomeadamente, no esforço de criação de empregos, para o que assinalou o desenvolvimento da zona económica especial de Futila, a instalação das plataformas logísticas de Massabi e Yema, assim como a construção do porto de águas profundas do Caio, este último gerador, só ele, de mais de 30 mil postos de trabalho.

No tom sereno e pragmático, que lhe é característico, João Lourenço arrancou ovações das dezenas de milhares de cidadãos que o ouviam, ao lembrar que Cabinda tem características muito próprias - a descontinuidade geográfica do resto do País - pelo que urge a tomada de medidas, igualmente especiais, destinadas a reduzir a sua relativa dependência dos Congos (Brazzaville e Kinshasa).

Ressaltou, desde logo, a criação de incentivos para que os investidores nacionais e estrangeiros ali se instalem, a diminuição dos custos de transporte dos cidadãos e de mercadorias.

Não poderia ser de outro modo, pois, como referiu João Lourenço, “apoiamo-nos no passado de glória e de vitórias, na força do presente e no que de bom foi feito, para que, depois de Agosto, construamos um futuro melhor”.

PortalMPLA/DK/AB

Veja todas as notícias