BP DO MPLA: Declaração sobre o Dia da Juventude Angolana

O Partido agradeceu, nesta 5ª feira (13), a entrega abnegada, firme e patriótica dos jovens, que constituíram o grosso das brigadas de Registo Eleitoral.

Luanda, 13 ABRIL 17 (5ª FEIRA) – “Pela celebração, nesta sexta-feira, 14 de Abril de 2017, do DIA DA JUVENTUDE ANGOLANA, o Bureau Político do MPLA endereça a sua saudação patriótica a todos os jovens angolanos, exortando-os a continuarem a desempenhar o seu papel crucial em todo o processo de construção e de desenvolvimento do País.

O MPLA defende a existência em Angola de uma juventude cada vez mais instruída do ponto de vista académico e que possua uma cultura vasta e diversificada, condição primordial para o desenvolvimento do País, pois a sua riqueza principal reside na qualidade dos seus cidadãos.

Num contexto em que a juventude constitui o maior potencial de desenvolvimento de Angola, o MPLA considera que continuar a investir nos jovens é a melhor garantia para a construção de um País próspero, moderno e desenvolvido.

Esta é uma razão para continuar a dedicar uma atenção especial à resolução dos seus problemas, nomeadamente, no domínio do emprego, promovendo a sua inserção no mercado de trabalho e combatendo o desemprego.

O MPLA defende a contínua reinserção socioprofissional dos jovens desmobilizados das Forças Armadas e de outros com necessidades especiais, concedendo-lhes oportunidades de desenvolvimento social, com vista à melhoria das suas condições de vida.

No que respeita à saúde, particularmente a reprodutiva, o Executivo liderado pelo MPLA continuará a desenvolver programas que visem a prevenção das infecções de transmissão sexual, incluindo o VIH/SIDA, a gravidez precoce e a influência de hábitos que traduzem diferentes formas de manifestação de delinquência infanto-juvenil, para que os esforços do Estado não se diluam, com a sua consumação.

O MPLA considera imprescindível a educação patriótica e a promoção dos valores morais, éticos e cívicos, o respeito pelos símbolos nacionais e pelos direitos e liberdades fundamentais, incentivando os jovens a uma vida responsável, contribuindo para a paz social, o entendimento, a tolerância, o diálogo e o respeito mútuo, desencorajando a sua participação em actos de violência gratuita e de discriminação de qualquer tipo.

No quadro da Política Juvenil do Estado, o MPLA tem consciência de que muito há ainda a fazer, para a solução sustentada dos principais problemas da juventude e advoga que o País deve proporcionar-lhe cada vez mais oportunidades de crescimento pessoal e profissional, com vista ao bem-estar das suas famílias.

Dentro de sensivelmente quatro meses, os angolanos, maiores de 18 anos de idade, vão exercer, mais uma vez, o seu direito de voto, em Eleições Gerais, para escolher o Partido do seu coração, que vai governar o País nos próximos cinco anos.

O MPLA agradece a entrega abnegada, firme e patriótica da juventude, que constituiu o grosso das brigadas de Registo Eleitoral, o que possibilitou a habilitação de nove milhões, 459 mil e 122 cidadãos, para o exercício do voto, em Agosto próximo.

Como referiu o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, em Mensagem à Nação, a 11 de Novembro de 2015, por ocasião do 40.º aniversário da proclamação da Independência Nacional de Angola, “somos um País independente, respeitado e admirado por muitos, por causa do bom trabalho do seu Povo e da sua juventude, em particular”.

MPLA – COM O POVO, RUMO À VITÓRIA

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA

A VITÓRIA É CERTA.

Luanda, 13 de Abril de 2017.

O BUREAU POLÍTICO DO MPLA”.

PortalMPLA/Sede Nacional doPartido

Veja todas as notícias