Cabinda: SBP visita o Campus Universitário

Vice-Presidente manifestou preocupação face a realidade concernente ao estado físico da obra

PortalMPLA, 08 NOVEMBRO 19 (6ª FEIRA) - Outra infraestrutura que mereceu a atenção dos membros do SBP foram as obras do Campus Universitário do Caio que encontram-se paralisadas há nove anos devido a constrangimentos financeiros.

A Vice-Presidente manifestou preocupação face a realidade concernente ao estado físico da obra e apontou que estes constrangimentos merecerão do MPLA a devida atenção no sentido de encontrar as soluções adequadas.

A segunda etapa do projecto de construção do Campus Universitário do Caio prevê a edificação de 24 salas, mas numa primeira fase estão a ser construídas apenas 12, sendo seis para a Faculdade de Economia e outras seis para o Instituto Superior de Ciências da Educação (Isced).

A empreitada está avaliada em 23 milhões de dólares.

Porto de Cabinda

No cumprimento da agenda de trabalho, o secretário-geral do MPLA, camarada Paulo Pombolo encabeçou uma delegação que visitou as obras da primeira fase da construção do Porto do Caio de Águas Profundas de Cabinda que decorrem na zona do Caio Litoral.

Depois do encontro com as empresas envolvidas na construção do referido empreendimento, ficou a promessa de que se envidarão esforços conjuntos para se dar sequência as obras.

O porto de águas profundas do Caio terá um ancoradouro com 1.130 metros de comprimentos (atracagem de 4 navios em simultâneo), 16 metros de profundidade, com capacidade para receber alguns navios de grande porte, quatro pórticos com capacidade para movimentar cerca de 60 contentores por hora.

Terá uma área total do porto e zonas envolventes superior a 2.500 hectares, terá instalações aduaneiras, oficinas, (serviços de apoio ao porto, reparação de navios), armazéns e estabelecimentos comerciais.

DG/HT

Foto: AS

/www.mpla.ao

Veja todas as notícias