CALÚNIA: Compete à CASA-CE avaliar onde falhou

O MPLA refutou, 6ª feira (15), em Luanda, que esteja por detrás da crise que abala a coligação de partidos.

PortalMPLA, 17 MARÇO 19 (DOMINGO) – Compete à CASA-CE avaliar onde falhou e ver, ela própria, com que bases foi criada, para aferir da sua fragilidade ou dureza. Quando se construiu a CASA-CE, os seus promotores visavam, apenas, destituir o MPLA do poder, sem, no entanto, velarem por bases sólidas. E “os resultados estão aí”.

(Na foto, o ex-dirigente da CASA-CE Alberto Bunda, que abandonou a coligação em sete de Abril de 2017, em Luanda).

O secretário do Bureau Político do Partido para a Informação, camarada Paulo Pombolo, afirmou, 6ª feira (15), em Luanda, que “não se pode ver no MPLA como o bode expiatório da situação interna que algumas formações políticas estão a viver nesse momento”, reagindo, assim, a insinuações de que estaria por detrás da crise que abala a CASA-CE.

Na sua entrevista colectiva, a órgãos nacionais de comunicação social, aquele dirigente precisou: “Nós, o MPLA, não aceitamos, de maneira nenhuma, esse tipo de acusações. Não é o MPLA que está por detrás desse processo todo, que está a ocorrer a nível da CASA-CE”.

Segundo afiançou, “não pode ser o MPLA, um partido tão responsável, a estar por detrás das transformações que os partidos políticos estão a viver.

Mesmo na FNLA, isso praticamente tornou-se um disco furado. Sempre se levantou esse tipo de questões. As pessoas devem olhar em que bases construíram as suas formações políticas”.

Ainda nesse sentido, o secretário Pombolo reiterou o posicionamento do MPLA, de respeito às outras formações políticas, “porque todos nós, juntos e todos os actores políticos existentes no País, construímos a democracia, que estamos a viver agora”.

A propósito, três mil e 600 militantes da CASA-CE no município da Caála, província do Huambo, decidiram abandonar, em 11 de Março corrente, esta coligação partidária, em protesto à recente destituição de Abel Chivukuvuku da Presidência, por cinco dos seis partidos que a compõem.

/www.mpla.ao

/AB

Veja todas as notícias