Luanda elegeu 1ª Secretária Municipal do Partido

Luanda, 19 Agosto 13  - A candidata as funções de  1ª Secretária do MPLA no Município de Luanda, camarada Joana Quintas, disse, ao PortalÉME que, caso vença o pleito eleitoral marcado para hoje, segunda-feira (19), vai dar primazia ao processo de revitalização dos Comités de Acção, a formação político-partidária dos quadros e a vida interna do Partido.

 

A camarada Joana Quintas, membro do Comité Provincial de Luanda do MPLA, poderá ser eleita hoje, na conferência constitutiva do Partido no municipio de Luanda,  que vai agrupar os antigos municipios do Rangel, Sambizanga, Ingombota, Samba, Maianga e uma parte do Kilamba Kiaxi, no quadro da nova divisão administrativa da Província.   

 

Joana Quintas que é até ao momento 1ª secretária do Partido, no então município das Ingombotas, frisou que constam das suas linhas de força o estreitamento das relações com as instituições do Estado, com as comunidades e a sociedade civil, bem como o diálogo com a juventude para se dar resposta cabal às suas preocupações.

 

De acordo com a candidata, consta ainda do seu programa  acompanhar e apoiar a actividade da Comissão Administrativa da cidade de Luanda, com base no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017 e promover  um diálogo consistente, ágil e permanente com os militantes e a população em geral.

 

De acordo com a candidata vai, igualmente, trabalhar de forma cuidada com a JMPLA e a OMA, organizações sociais do Partido, tendo em conta o  papel primordial que têm na organização e educação da mulher e dos jovens.

 

Para Joana Quintas, durante o período 2013-2014, os militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, no município de Luanda, serão chamados a desempenhar um papel importante, face as múltiplas  tarefas que se impõem com a realização do  VII Congresso Ordinário do Partido, previsto para o próximo ano.

 

Acrescentou que, sendo o futuro Comité Municipal de Luanda um órgão novo no contexto sociopolítico da província, a atenção principal deverá incidir na sua estruturação de forma a criar-se uma articulação funcional com os Comités dos Distritos Urbanos, visando conseguir-se um corpo coeso e proactivo.

 

"Este quadro é um verdadeiro desafío que reclama operadores que gostam e assumem desafíos com os respectivos riscos, o que defendo desde a minha vida activa e julgo que me sai bem", afirmou.

 

Segundo a camarada,  assumiu a  candidatura para  1ª Secretária do Comité do MPLA no município de Luanda, ciente de que, com o concurso dos militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, conseguir-se-á vencer e fazer de Luanda um bastião seguro do Partido.

 

PortalEME/RF

 

Veja todas as notícias