CC DO MPLA: Comunicado Final da 2ª Sessão Ordinária

PortalMPLA, 29 NOVEMBRO 19 (6ª FEIRA) – O Comité Central do MPLA exprimiu, na noite de 6ª feira (29), o seu total apoio ao Camarada Presidente João Lourenço e encorajou-o a continuar com as iniciativas que visam garantir que haja em todas as Instituições do Estado uma postura determinada contra os crimes de Corrupção, de Branqueamento de Capitais e de fuga ao fisco. 

No final da sua 2ª Sessão Ordinária, o Comité Central divulgou o. Comunicado Final, apresentado pelo Secretário do Bureau Político para a Informação, Camarada Albino Carlos, na foto.

Eis o seu teor:

 "Sob presidência do Camarada João Lourenço, Presidente do MPLA, o Comité Central realizou, a 29 de Novembro de 2019, a sua II Sessão Ordinária, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

O discurso de abertura foi proferido pelo Camarada Presidente João Lourenço que reafirmou a determinação do Executivo em resolver a situação de endividamento que pesa sobre o país, destacando que a crise económica só pode ser superada com a diversificação da Economia através do fomento do investimento privado no desenvolvimento dos diferentes sectores da economia Nacional, o aumento da produção interna de bens e de serviços, a substituição das importações e o incremento das exportações e da oferta de Emprego.

O Camarada Presidente sublinhou que a reforma económica em curso só peca por ser tardia, exortando os militantes e dirigentes do Partido para que sejam os primeiros a serem optimistas e a acreditarem no seu êxito, sendo que para que tudo isso se torne em realidade, precisamos de ir mudando as nossas mentalidades, as nossas atitudes e comportamentos, começando por nós mesmos militantes e dirigentes do nosso Partido”.

O Camarada Presidente João Lourenço manifestou-se confiante no futuro vitorioso do Partido, destacando que “ na sua trajectória de luta e de glória na defesa dos superiores interesses dos angolanos, o MPLA embora tendo sempre como fundamental do seu programa a defesa da Independência e da soberania nacionais, a defesa das liberdades e dos direitos fundamentais da pessoa humana, soube sempre se adaptar à conjuntura nacional e internacional para atingir tais objectivos”.

Ao debruçar-se sobre o processo de preparação das eleições autárquicas, o Presidente do MPLA reconheceu a vontade política de todos os intervenientes, tendo salientado que “ por sermos um Estado de Direito, só com o pacote legislativo autárquico aprovado pela Assembleia Nacional, é possível a preparação, convocação e organização das eleições autárquicas”.

Após à aprovação dos assuntos agendados, o Comité Central apreciou a informação sobre a Execução do Programa Emergencial de Combate à Seca no Sul de Angola, tendo enaltecido os esforços que têm sido empreendidos pelos órgãos competentes do Estado e a onda de solidariedade levada acabo pela Sociedade Civil, Pessoas Singulares e Instituições Estrangeiras no sentido de minimizar o sofrimento das populações afectadas.

O Comité Central aprovou o Plano de Actividades, o Plano de Eventos, bem como o Orçamento do MPLA para o exercício económico do ano 2020.

O Comité Central aprovou o Relatório de Balanço da Comissão Nacional Preparatória do VII Congresso Extraordinário do Partido, tendo considerado que o mesmo espelha os objectivos preconizados.

A II sessão ordinária do Comité Central aprovou, de igual modo, a Resolução sobre a suspensão do Mandato da Camarada Victória Manuel da Silva Izata, como Membro do Comité Central, por ter sido designada para desempenhar funções na Magistratura Judicial.

Ao apreciar o Relatório Final sobre o Processo Disciplinar Partidário instaurado à militante Welwitchia José dos Santos, o Comité Central deliberou a sua suspensão de filiação no MPLA, por um período de vinte e quatro (24) meses e, consequentemente, o seu afastamento da qualidade de Membro do Comité Central, por infracções aos Estatutos e ao Código de Ética Partidária.

O Comité Central exprimiu o seu total apoio ao Camarada Presidente João Lourenço e encorajou-o a continuar com as iniciativas que visam garantir que haja em todas as Instituições do Estado uma postura determinada contra os crimes de Corrupção, de Branqueamento de Capitais e de fuga ao fisco, bem como as práticas erradas que condicionam a paz social e a materialização do bem-estar dos angolanos. 

O Comité Central expressou a sua satisfação pela forma como os militantes em particular e a população em geral, participaram nas actividades alusivas ao 44º aniversário da Proclamação da Independência Nacional, comemorado a 11 de Novembro de 2019.

No que concerne a operação de troca geral de Cartão do Militante do MPLA, o Comité Central exorta todos os militantes a cumprirem com este dever, contribuindo para um controlo mais efectivo e eficaz da estatística dos militantes.

O Comité Central felicitou a JMPLA pela realização, com êxito, do seu VIII Congresso Ordinário e recomendou a Direcção eleita a trabalhar com os jovens angolanos na educação patriótica, na transmissão dos valores que devem reger a conduta dos jovens na sociedade.

Aproximando-se o 1 de Dezembro — Dia do Pioneiro de Agostinho Neto, o Comité Central felicita as crianças angolanas, augurando votos de um desenvolvimento harmonioso.

Pela celebração do 63º aniversário da fundação do MPLA, a ter lugar a 10 de Dezembro, o Comité Central exorta os militantes, simpatizantes e amigos do Partido a participarem activamente nas actividades em alusão à efeméride, com particular realce para o II Colóquio Internacional sobre a História do MPLA, a decorrer de 4 a 6 de Dezembro.

MPLA – MELHORAR O QUE ESTÁ BEM, CORRIGIR O QUE ESTÁ MAL!

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA

A VITÓRIA É CERTA.

Luanda, aos 29 de Novembro de 2019.

O COMITÉ CENTRAL DO MPLA."

/Foto:DG

/www.mpla.ao

Veja todas as notícias