Declaração do Bureau Político sobre o 58º aniversário do MPLA

BP exortou (09) ao “enaltecimento do muito trabalho que está a ser feito, em prol da reconstrução e do desenvolvimento de Angola e da promoção de uma verdadeira cultura de paz, de tolerância, de unidade e de reconciliação entre todos os filhos da Pátria angolana”.

 

Luanda, 09 DEZEMBRO 14 (TERÇA-FEIRA) – “Por ocasião do 58º aniversário da fundação do MPLA, que se celebra a 10 de Dezembro de 2014, o Bureau Político do Comité Central saúda todo o Povo Angolano, de Cabinda ao Cunene e na diáspora, especialmente os militantes, simpatizantes e amigos do Partido, exortando-os a manterem aceso o facho, para fazer de Angola um país onde todos vivam bem e em paz.

Nesse dia do ano de 1956, um grupo de patriotas angolanos deu a conhecer, ao Mundo, o Manifesto do amplo Movimento Popular de Libertação de Angola, no qual apelava, às várias correntes políticas existentes na época, para a sua aglutinação na luta contra o opressor colonial, o então regime fascista português.

Passados 58 anos da sua fundação, o MPLA continua a afirmar-se como a maior força política do país, com maior implantação nacional, com raízes muito profundas nas massas populares e que jamais abdicou dos ideais que nortearam a sua fundação: o de transformar Angola num país próspero, em que seja erradicada a fome e a miséria, com uma governação eficiente e um Estado forte, democrático e moderno.

Como disse o Camarada Presidente JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, “é indesmentível que o MPLA está profundamente ligado aos grandes feitos do Povo Angolano, nos últimos 50 anos e algumas das suas mais retumbantes vitórias mudaram o curso da história da África moderna, particularmente da sua região austral e ocidental”.

As comemorações do 58º aniversário da fundação do MPLA coincidem com a realização do seu recém-terminado V Congresso Extraordinário, sob o lema “MPLA – REVITALIZAR AS ESTRUTURAS PARA FORTALECER O PARTIDO”, que decorreu entre os dias quatro e seis do corrente mês de Dezembro, em Luanda e que fez uma abordagem profunda das questões relativas ao Movimento de Revitalização dos Comités de Acção do Partido, à Formação Política dos Militantes e ao Ajustamento Pontual dos Estatutos do Partido.

Este Congresso, donde os participantes saíram com a consciência do dever cumprido, aprovou o Relatório do Comité Central, a tese sobre o “Melhoramento da Vida Interna e Maior Inserção do Partido na Sociedade”, a tese sobre o “MPLA e os Desafios Político-Eleitorais” e os “Ajustamentos Pontuais aos Estatutos do Partido”.  

O Bureau Político apela, a todos os militantes, simpatizantes e amigos do Partido, a fazerem desta gloriosa data um momento de forte corrente de mobilização patriótica, em torno do Comité Central do MPLA e do Camarada Presidente JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS e de enaltecimento do muito trabalho que está a ser feito, em prol da reconstrução e do desenvolvimento de Angola e da promoção de uma verdadeira cultura de paz, de tolerância, de unidade e de reconciliação entre todos os filhos da Pátria angolana.

Neste momento de festa, o Bureau Político do Comité Central do MPLA renova, em nome de todos os militantes, simpatizantes e amigos do Partido, o seu firme propósito de continuar a luta, em defesa da independência, da unidade da Nação, da paz, da justiça social, da consolidação da democracia e do desenvolvimento social.

Pois, como disse o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, no seu discurso de abertura do V Congresso Extraordinário do Partido, “estes são princípios e valores que exigem, de facto, que, no actual contexto histórico, o MPLA estreite as suas relações com o povo angolano, cimente e consolide os laços que o unem aos diferentes sectores, estratos e camadas da sociedade angolana, a fim de persuadir e orientar a vontade dos cidadãos, garantindo o apoio popular, no pleito eleitoral e no exercício do poder”.

MPLA – REVITALIZAR AS ESTRUTURAS PARA FORTALECER O PARTIDO

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA

A VITÓRIA É CERTA.

Luanda, 09 de Dezembro de 2014.

O BUREAU POLÍTICO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA”.

PortalMPLA/Sede Nacional

Veja todas as notícias