DESENVOLVIMENTO: Governo reforça capacidade energética do sul de Angola

O ministro da Energia e Águas, camarada João Baptista Borges, confirmou, na última semana, a recuperação da Barragem do Cunje, no Bié.

 

PortalMPLA, 15 JANEIRO 18 (2ª FEIRA) – O Governo angolano vai retomar as obras de reabilitação da Barragem do Cunje, no município do Camacupa, província do Bié, que vai fornecer energia eléctrica à região e propiciar o surgimento de pequenas e médias indústrias e um melhor aproveitamento da produção agrícola local.

O ministro da Energia e Águas, camarada João Baptista Borges, que fez o anúncio, na última semana, confirmou que, a par disso e para reforçar a capacidade energética do sul de Angola, está já em curso a implantação de uma linha de alta tensão, a partir da Barragem de Laúca, na província de Malanje, que servirá, a breve trecho, as províncias do Bié e do Huambo.

No seu Programa de Governo, para o período 2017/2022, o MPLA tem o compromisso de, no domínio da energia, concluir as grandes barragens de Laúca e de Caculo-Cabaça, na província de Malanje e lançar novos empreendimentos hidroeléctricos de média tensão nos rios Keve e Catumbela, respectivamente, nas províncias do Cuanza-Sul e de Benguela, em parceria com o sector privado.

Igualmente, o Executivo lançou o empreendimento de uma segunda central do Ciclo Combinado do Soyo, na província do Zaire e mantém o compromisso de fomentar o surgimento de redes autónomas ou mini-redes em zonas consideradas remotas do País.

No mesmo período, serão estabelecidas ligações para acima de um milhão de novos usuários, à razão de 200 mil por ano, ao longo de todo o território nacional, com ênfase nas redes de províncias, suas áreas urbanas, periurbanas e nas sedes de município.

(Na foto, pormenor da Barragem do Biópio, na província de Benguela).

PortalMPLA/EM/AB

 

Veja todas as notícias