Discurso da VP proferido por ocasião da sessão de abertura do curso de formação político-ideológica

PortalMPLA, 27 NOVEMBRO 19 (4ª FEIRA)- É com imensa honra e satisfação que em nome do Camarada João Manuel Gonçalves Lourenço, Líder e Presidente do MPLA, tomo a palavra para presidir a sessão de abertura do Curso de Formação Política- ideológica para os Membros do Comité Central.

Aproveito caros camaradas, com viva emoção transmitir-vos as calorosas e patrióticas saudações do Camarada João Lourenço, Presidente do nosso glorioso MPLA. 

Esta iniciativa da direcção central do Nosso Partido radica da necessidade de se intensificar e dotar os quadros e dirigentes dos fundamentos inerentes à ordem organizativa e ideológica face a missão do MPLA e aos novos desafios.

É igualmente uma oportunidade para familiarizar os novos Membros do Comité Central com as orientações e normas estratégicas que presidem a organização e garantem a unidade de acção dos militantes.

A direcção do Partido considera que a formação politico-ideológica dos dirigentes, quadros e militantes deverá continuar a estar no centro do trabalho político-partidário.

O MPLA encara a elevação constante do nível Político-Ideológico e cultural dos quadros dirigentes e militantes como uma das mais importantes tarefas da construção do Partido para que estes sejam efectivamente exemplares, na luta pela causa do MPLA e na materialização do seu Programa, visando a melhoria das condições de vida e o bem-estar social do povo angolano.

Pretende-se que os quadros dirigentes sejam efectivamente defensores intransigentes da linha política, dos princípios e valores da sua orientação ideológica, respeitando profundamente o povo e lutando incansavelmente pela defesa dos seus interesses. 

A educação dentro do espírito dos fundamentos político - ideológicos é a mais importante tarefa de toda a actividade do nosso glorioso MPLA.

Camaradas;

Os órgãos e organismos de direcção do Partido, em particular o Comité Central, defendem que o conhecimento do sistema de valores e princípios político-ideológico é uma das armas mais importante para o combate político e a principal condição do êxito no exercício pelo Partido do seu papel de Força dirigente do Estado angolano.

A fidelidade aos princípios e valores orientadores da nossa acção política é uma condição obrigatória que deve ser observada por todos os membros do Comité Central, respeitando-os em todas as circunstâncias e em todas as situações possíveis para que seja não mero conhecimento, mas uma causa concreta. Esta é uma das mais importantes condições da sua participação actual na luta pela construção do Estado  Democrático de Direito e pela opção socialista e democrática de desenvolvimento.

Camaradas;

Ser membro do Comité Central não é uma tarefa fácil. É uma missão difícil e complexa que exige muita dedicação e trabalho, identidade político-partidária, fidelidade e comprometimento. Exige visão ampla, convicção política, capacidade e disponibilidade para o trabalho político partidário.

Os membros do Comité Central desempenham um papel - chave no exercício do poder político. Devem, por essa razão, ser exemplares, respeitando os ideais e a linha política do Partido e elevando no seu mais alto nível o carácter nobre de integração política.

Quais são as obrigações e tarefas dos membros do Comité Central?

A resposta a esta questão será amplamente delineada numa Directiva que brevemente será presente ao Bureau Político. Porém, vamos fazer algumas considerações gerais sobre as obrigações e tarefas dos membros do Comité Central.

No entendimento do Líder e da Direcção do Partido, os membros do Comité Central fazem parte do comando da linha da frente da acção política.

Os membros do Comité Central devem ser os protagonistas da construção do Partido, estabelecendo uma efectiva ligação com as bases do Partido, mediante realização de tarefas permanentes, visando o fortalecimento da acção política dos Comités de Acção do Partido, na mobilização partidária dos militantes e na mobilização política e social dos cidadãos nas comunidades de residência.

Devem ter uma presença activa e uma forte inserção na sociedade, e serem mensageiros de conteúdos que visam manter o povo permanentemente informado sobre as decisões políticas, as medidas de políticas, as leis, bem como dos feitos e esforços de governação em prol do bem-estar do povo angolano.

No quadro da vida organizativa das estruturas executivas de direcção e das Organizações de Base, devem exercer a sua influência para tornar o ambiente interno mais atraente, dando exemplo, incentivando e desenvolvendo a crítica e autocrítica como método e instrumento para o fortalecimento da democracia interna.

Devem ser os primeiros nas campanhas de moralização de sociedade, denunciando, desmascarando e participando do combate enérgico dos fenómenos e condutas que debilitam o estado democrático de direito e constituem ameaças à governação e à imagem do Partido.

Os membros do Comité Central devem apoiar os esforços de governação sob liderança do Camarada João Manuel Gonçalves Lourenço, Presidente da República, praticando a fiscalização partidária dos actos de governação e da eficácia da democracia representativa, garantindo que os cidadãos, através das instituições da sociedade civil, participem dos processos de tomada de decisão e de gestão dos assuntos públicos.

Os membros do Comité Central, devem continuar a defender a imagem do Líder do Partido, a autoridade do Comité Central e promover a governação conforme a lei. Serem exemplares no respeito da disciplina do Partido e das regras internas, cumprimento e aplicação rigorosa da lei, devendo serem os primeiros a denunciar com firmeza todos os actos que infrinjam, a Constituição e a Lei, bem como a disciplina partidária.

A integridade e a disciplina devem ser cultivadas pelos membros do Comité Central e dos quadros dirigentes, tendo-os sempre em mente no exercício das obrigações públicas, partidárias e na convivência social.

Camaradas;

As eleições Autárquicas representam uma grande viragem na vida política de Angola e na nossa maneira de fazer política.

No que à preparação para as Eleições Autárquicas diz respeito, os membros do Comité Central vão ser chamados a participar activamente, fazendo-se presentes nos municípios como impulsionadores da democracia de proximidade, de sensibilidade perante a pluralidade e complexidade da realidade política, económica e social, através dos vínculos sociais e políticos de proximidade, numa permanente interacção com os cidadãos.

São instados a estarem mais pertos das suas necessidades e expectativas, reforçando a ligação entre o  topo e base, entre governantes e governados, o que certamente vai gerar uma verdadeira mudança nos modos de produção de legitimidade política.

As Autarquias Locais exigem a participação activa de todos, quadros, dirigentes, amigos e simpatizantes do MPLA. Os membros do Comité central participarão de uma intensa agenda política de tarefas estratégicas, com destaque para a divulgação do pacote legislativo autárquico, mobilização cívica dos eleitores, comunicação política e mobilização eleitoral, visando atingir os objectivos traçados pela Direcção do Partido.

É importante também realçar que os membros do Comité Central para o trabalho Político não devem esperar uma carta para exercer essa ou aquela tarefa.

Quando a Direcção do Partido e principalmente, os Departamentos e os Gabinetes do Comité Central precisarem do vosso saber devem atender imediatamente.

Camaradas;

Espero que os conhecimentos que este Curso proporcionará sirvam para gerar excelentes resultados no cumprimento dos vossos deveres militante e responsabilidades enquanto membros do órgão máximo, deliberativo do MPLA.

Aproveito para reiterar a firme solidariedade e defesa aos nossos quadros, dirigentes e militantes que no dia-a-dia, participam activamente na defesa da linha ideológica do Partido, da acção política a todos os níveis e em particular nos espaços de opinião pública, bem como nas redes sociais.

Auguro um bom trabalho e muita saúde a todos os camaradas. Declaro aberto o curso de Formação Política para os membros do Comité Central.

Obrigada pela vossa especial atenção.

/www.mpla.ao

Veja todas as notícias