GESTO RECÍPROCO – Eduardo Magalhães

João Lourenço recebeu o apoio dos antigos combatentes e veteranos da Pátria.

 Luanda, 23 JUNHO 17 (6ª FEIRA) - O candidato do MPLA a Presidente da República de Angola, Camarada João Lourenço, levou, aos antigos combatentes e veteranos da Pátria, a certeza de que vai trabalhar em programas concretos, para a maior dignificação e reconhecimento dos feitos pelos serviços prestados à sociedade.

A anunciada aglutinação, numa só, das diferentes associações representativas dos antigos combatentes será um caminho oportuno para que haja convergência nas aspirações dessa franja muito importante da sociedade, para que possam ser adoptadas as medidas correctas no preenchimento das carências identificadas.

O próximo Executivo angolano, a ser formado pelo MPLA, vai implementar benefícios, como a prioridade no atendimento nas repartições e serviços públicos, para além de descontos nos transportes públicos urbanos e interurbanos.

E num gesto prático de reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à Nação, João Lourenço assumiu o compromisso de que a economia nacional contribua para a auto-sustentabilidade do Fundo de Pensões dos antigos combatentes.

Uma pensão mais condizente com os seus feitos é uma maneira de dignificá-los. Afinal, são aqueles que colocaram em risco as próprias vidas e em prol da soberania angolana. Uma pensão mais justa é uma resposta positiva ao histórico papel cumprido por esses homens e mulheres.

Ao resgatar as palavras do Fundador da Nação Angolana, o saudoso Presidente Agostinho Neto, de que “o mais importante é, resolver os problemas do povo”, João Lourenço recebeu, como um gesto recíproco, o apoio dos antigos combatentes e veteranos da Pátria, que vão votar no MPLA e no seu candidato a Presidente da República de Angola, em 23 de Agosto próximo, nas Eleições Gerais.

PortalMPLA/OPINIÃO/EM/AB

Veja todas as notícias