Huambo: Ingresso massivo de ex-membros da UNITA no MPLA

Cerimónias públicas decorreram, sexta-feira (13), nos municípios do Bailundo e do Mungo, com um total de 833 novos militantes. Quatrocentos e nove ex-militantes da CASA-CE também se juntaram ao MPLA. Na foto, cerimónia recente de ingresso no Partido.

 

Bailundo, 18 NOVEMBRO 15 (4ª FEIRA) - Oitocentos e 33 cidadãos, que militavam na UNITA, ingressaram, sexta-feira (13), nas fileiras do MPLA, em cerimónias públicas realizadas, simultaneamente, nos municípios do Bailundo e do Mungo, fruto de “uma decisão tomada de forma individual, consciente e voluntária”.

Quatrocentos e 48 ingressaram nas estruturas do MPLA no Bailundo e os restantes 385 nas do Mungo, juntando-se, assim, aos outros 16 mil, que, desde 2008, decidiram abandonar a UNITA e filiaram-se, de livre vontade, no MPLA, onde cumprem tarefas, aos mais diversos níveis das suas estruturas.  

Na semana anterior, igualmente nesta província do planalto central angolano, 409 ex-militantes da CASA-CE, o segundo partido da oposição, deixaram essa formação e juntaram-se à família MPLA, para melhor poderem contribuir para o desenvolvimento de Angola. 

 

Camarada Kundi Paihama: Momento é de mudança

 

Ao desejar, no município do Bailundo, as boas-vindas aos novos militantes, o primeiro-secretário do Comité Provincial do Huambo do MPLA, camarada Kundi Paihama, enalteceu a sua coragem e determinação e apelou-os a estarem vigilantes e denunciarem todos aqueles que procurem realizar acções de perseguição e de pânico nas comunidades.

Aquele dirigente sublinhou que o momento é de mudança e que ninguém pode privar a liberdade de cada cidadão escolher, por livre e espontânea vontade, o seu partido.

(Na foto, cerimónia recente de ingresso no Partido).

PortalMPLA/DM/AB

Veja todas as notícias