CUMPRIMENTOS DE ANO NOVO – 10 DE JANEIRO DE 2020, SEDE NACIONAL DO MPLA.

PortalMPLA, 10 JANEIRO 20, (6ª FEIRA)- "Camarada Paulo Pombolo, Secretário-geral do MPLA;

Camaradas Membros do Secretariado do Bureau Político;

Camarada Sérgio Luther Rescova Joaquim, 1º Secretário do Comité Provincial de Luanda do MPLA e Governador Provincial;

Camaradas Deputadas e Deputados;

Camaradas Directores e chefes de Divisão do Comité Central, Analistas, trabalhadores do Aparelho Central do Partido e das organizações Sociais e Associadas ao MPLA;

Camaradas Dirigentes da OMA e da JMPLA.

É com imensa satisfação que em nome do Camarada João Lourenço, Presidente do MPLA, tenho a subida honra de presidir a cerimónia de cumprimentos de ano novo, dirigindo-me a todos os militantes, quadros e dirigentes, amigos e simpatizantes do Partido de Cabinda ao Cunene, desde a Província, ao Município, das Comunas aos Distritos, dos Bairros às Povoações e do Exterior do País.

Nesta ocasião e em cada canto deste heróico país, onde cada um se encontra, expressamos o ardente desejo de um feliz ano novo, pleno de muitas realizações no plano familiar, e sobretudo no plano político-partidário.

Permitam-me também estender uma viva e especial saudação ao Camarada Paulo Pombolo, Secretário Geral do MPLA, aos membros do Secretariado do Bureau Político e do Comité Central do MPLA, sem olvidar os nossos antigos Vice-Presidentes do MPLA, presentes nesta cerimónia, os Camaradas Pitra Neto e Roberto de Almeida, aos antigos Secretários gerais, os Camaradas Marcolino Moco, Dino Matross, Paulo Kassoma e Boa Vida Neto que nos honram com as suas presenças.

A transição para um ano novo é sempre, plena de emoção, esperança e renovação de sonhos.

Propõem-se novos projectos, augura-se fazer melhor o que não se fez bem no passado e lançam-se os novos desafios com a crença no sucesso.

Assim é na vida dos humanos e das organizações políticas, independentemente do seu objecto social.

O ano de 2019 foi marcado com importantes realizações político-partidárias. Apesar de várias circunstâncias e vicissitudes, conseguimos juntos cumprir com rigor, disciplina, unidade e determinação as orientações do Comité Central e em especial do Camarada João Lourenço, Presidente do nosso glorioso MPLA.

Caros Camaradas;

Assinalamos com êxito a realização de várias actividades de impacto interno e externo, sob a égide da Direcção Central do Partido, das estruturas intermédias e de base do MPLA, das organizações sociais, a OMA e a JMPLA, das quais muito nos orgulhamos.

São dignas de realce, a realização de campanhas solidárias a favor das famílias angolanas em situação de vulnerabilidade no País, a realização do II Colóquio Internacional sobre a história do nosso glorioso MPLA, que reuniu tão ilustres personalidades, desde antigos combatentes, jovens estudantes, políticos e académicos nacionais e estrangeiros provenientes de países como África do Sul, Cabo Verde, Cuba, Guiné-Bissau, Namíbia, Portugal e Rússia.

Celebramos de forma indelével a independência nacional, com uma homenagem aos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria e em Dezembro pudemos reflectir sobre o percurso do Partido no acto central das comemorações do 63º aniversário, ocorrido na província do Cuanza Norte.

Destacar ainda a emissão e o processo de entrega do novo cartão de militante, a realização das jornadas político-Partidárias do Secretariado do Bureau Político do MPLA, o lançamento da campanha de moralização da sociedade, com realce para o combate à corrupção, impunidade e nepotismo, a campanha de arborização sob liderança da OMA e os actos de ingresso de novos militantes no partido e na organização juvenil do MPLA.

Estivemos em vários municípios do País, no âmbito de uma maior proximidade com os nossos militantes, com a sociedade civil, académicos, autoridades tradicionais e eclesiásticas.

Caros Camaradas;

Acompanhamos também no ano transacto, a materialização do compromisso assumido com o Povo nas eleições gerais de 2017, através da implementação de várias políticas públicas e sociais, reformas para alteração da estrutura económica do país e diversificação da economia, bem como o firme e sistemático processo de combate à corrupção, nepotismo e impunidade.

Desde os discursos de campanha eleitoral, ao Discurso de tomada de posse e as intervenções subsequentes do Presidente de todos os angolanos, a necessidade urgente do combate à corrupção ocupou sempre um lugar cimeiro.

Isto é um sinal claro e consistente, de que o MPLA e seu Presidente marcam claramente a abertura de um novo ciclo; como se diz na sociedade angolana “Um novo paradigma” face à legitimidade política recebida do Povo para a materialização das aspirações e anseios das famílias angolanas, reforçando o diálogo com a sociedade civil, com as mulheres e com a juventude angolana, nossa prioridade, porque são a maioria e nosso melhor recurso, para o desenvolvimento do País.

Não é por mero acaso, que no discurso de abertura do VIII Congresso Ordinário da Juventude do MPLA, proferido pelo Camarada Presidente João Lourenço, a questão da corrupção foi chamada à reflexão, no referido certame e eu cito “Há necessidade da Direcção do Partido encabeçar uma cruzada contra à corrupção. E eu creio que isto não foi feito por mero acaso. Isso foi feito porque de facto, o partido chegou à conclusão, que o País estava infestado de uma grande doença que era necessário curar.”

Por tal facto;

O MPLA reafirma e cerra fileiras em apoio ao Presidente da República e aos órgãos da administração da justiça, a prosseguirem com o combate ao fenómeno, que tem um impacto negativo directo na capacidade do Estado e dos seus agentes na execução de qualquer programa de governação para o bem-estar do Povo e do crescimento da economia.

Neste ano novo, os quadros do Partido, amigos e simpatizantes do MPLA devem continuar, à semelhança do ano passado, a desenvolver trabalhos de proximidade intenso, colocando de forma abnegada todo seu talento, saber e com a reconhecida capacidade de criar e inovar para materializar as orientações do Partido e do seu líder, o Camarada Presidente João Lourenço.

Devemos continuar a imprimir uma maior dinâmica no recrutamento e ingresso de novos militantes, bem como cumprir rigorosamente as orientações do Partido e aproveitar de forma positiva as redes sociais para galvanizar e continuar a granjear a confiança que temos junto do nosso Povo.

Convido a todos a encararmos o ano de 2020 com a mesma determinação, firmeza e optimismo, imbuídos do espírito de inovar para melhor servir.

A fortaleza do MPLA reside na união de pensamento e acção de todos os militantes convictos e que trabalham na árdua, mas nobre, tarefa de “Melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”.

Com os olhos postos na agenda política para 2020, que será lançada brevemente, reitero a todos os militantes, quadros e dirigentes, simpatizantes e amigos do MPLA, saúde em abundância neste ano novo, que requer soluções inovadoras, muita inteligência estratégica para ultrapassarmos todos os obstáculos que a vida nos coloca, mormente os desafios políticos e eleitorais que se avizinham.

Feliz ano novo a família angolana de Cabinda ao Cunene.

MPLA, melhorar o que está bem, corrigir o que mal!

MPLA e os novos desafios!

Muito obrigada pela Vossa especial atenção.

A luta continua e

A  vitória é certa"

/www.mpla.ao

Veja todas as notícias