Luanda: Documentário sobre vida de Deolinda Rodrigues apresentado ao público

O vice-presidente do MPLA, camarada Roberto de Almeida, na foto com a esposa, dissertou (25) em nome da família: “Ao ver o documentário, não estranhei a determinação da minha irmã, que, como mulher, tinha a sede de querer mudar a situação vivente naquela altura, no país”.

Luanda, 26 AGOSTO 15 (4ª FEIRA) – “A melhor homenagem que se pode prestar às intrépidas combatentes e aos milhares de heróis anónimos da Pátria angolana é a defesa intransigente dos seus nobres ideais e das conquistas alcançadas, graças ao seu esforço colectivo, pelo MPLA, sob a liderança do Camarada presidente José Eduardo dos Santos”.
Estas palavras foram proferidas, terça-feira (25), em Luanda, pelo vice-presidente do MPLA, camarada Roberto de Almeida (que dissertou em nome da família), na cerimónia de apresentação pública do documentário “Langidila - Diário de um exílio sem regresso”, que narra a trajectória da heroína angolana Deolinda Rodrigues morta pelas então forças militares da FNLA, por volta de 1968, ainda durante a Luta Armada de Libertação Nacional de Angola (1961/1975).
O documentário narra as várias etapas por que ela passou, no período da luta anticolonial, designadamente a sua infância, adolescência, juventude, emancipação política, luta clandestina, a fuga para o exterior, a integração no Esquadrão Camí, a prisão e o assassinato.
No documentário são presentados 34 depoimentos de familiares, companheiras e amigos, onde se espelha a determinação de Deolinda Rodrigues, em dar o seu contributo para a libertação do povo angolano e não só.
Nas palavras de Roberto de Almeida, o documentário permite, em breves traços, reconstituir a forte personalidade e o percurso seguido por Langidila (A Sentinela - pseudónimo de Deolinda Rodrigues) em quatro continentes, depois de ter concluído o 7º ano no ex-Liceu Salvador Correia, em Luanda.
“Ao ver o documentário, não estranhei a determinação da minha irmã, que, como mulher, tinha a sede de querer mudar a situação vivente naquela altura, no país”, sublinhou.
PortalMPLA/RF/AB
Foto: DDS

Veja todas as notícias