MEMÓRIAS: Pioneiro Augusto Ngangula foi assassinado há 49 anos

O País assinala, nesta 6ª feira (01), o Dia do Pioneiro Angolano.

 

Luanda, 01 DEZEMBRO 17 (6ª FEIRA) – O País assinala, nesta sexta-feira (01), o Dia do Pioneiro Angolano, em homenagem à memória do adolescente Augusto Ngangula, assassinado pela tropa colonial portuguesa, em 1968, durante a Luta de Libertação Nacional, na província do Moxico, leste de Angola.  

Augusto Ngangula vivia numa aldeia do Moxico, então 3ª Região Político-Militar e estudava numa escola do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA).

Nesse dia, ia muito contente às aulas, levava os seus livros e cadernos e caminhava com todo o cuidado, por causa das investidas da tropa colonial, contra as zonas libertadas do MPLA, que, avistando-o, começou por fazer-lhe perguntas. Os soldados queriam saber onde se localizavam as bases do MPLA, para matarem os combatentes que aí estivessem.

O pioneiro Augusto Ngangula nada respondeu e os soldados bateram-lhe. Mesmo assim, ele não falou e mataram-no.

O um de Dezembro, data em que morreu Augusto Ngangula, é celebrado em Angola como o Dia do Pioneiro Angolano.

PortalMPLA/AB    

Veja todas as notícias