MPLA 60 ANOS: Huíla assinala efeitos positivos na agricultura

O 1º secretário do Comité Provincial do Partido, João Marcelino Tchipingue, na foto, declarou (09) que Angola já não depende inteiramente das importações.

 

Lubango, 14 DEZEMBRO 16 (4ª FEIRA) - O primeiro-secretário do Comité Provincial da Huíla do MPLA, camarada João Marcelino Tchipingue, na foto, declarou, sábado (10), na cidade do Lubango, que a aposta no sector da agricultura, na província, está a surtir efeitos positivos no processo de diversificação da economia angolana.

No acto provincial das comemorações do 60º aniversário da fundação do MPLA, que orientava, aquele dirigente disse que, por causa dessa aposta, o próprio País já não depende inteiramente das importações, devido aos esforços que se têm implementado na produção local.

“A Huíla tem condições para tornar-se auto-suficiente e, com os excedentes, poder abastecer outras províncias e exportar, com a aposta nos sectores da agricultura, pecuária e pescas, o que tem sido fundamental para o desenvolvimento sustentável”, asseverou aquele dirigente.

Marcelino Thipingue destacou que, “apesar da crise, o nosso Executivo está a levar a cabo projectos estruturantes, com forte impacto económico e social, nos domínios da energia e águas, saúde, educação, bem como na manutenção dos salários”, num combate acérrimo à fome e à pobreza.

A província da Huíla situa-se no sul da República de Angola.

PortalMPLA/AB

Veja todas as notícias