MPLA defende uma Administração Pública “menos burocratizada”

Camarada Presidente José Eduardo dos Santos afirmou que a Administração Pública deve estar mais próxima dos cidadãos.

Luanda, 18 AGOSTO 16 (5ªFEIRA) – O MPLA defende a necessidade de se tornar a Administração Pública “menos burocratizada” e mais próxima dos cidadãos, afirmou quarta-feira (17), em Luanda, o Presidente do Partido, Camarada José Eduardo dos Santos.

Na abertura do VII Congresso Ordinário do MPLA, a decorrer até sábado (20), sob o lema “MPLA – Com o Povo rumo à Vitória”, o Presidente José Eduardo dos Santos
 referiu-se ao facto de dispormos hoje de tecnologia que deve ser usada para melhorar os procedimentos administrativos e aproximar governados e governantes.

“A reforma do Estado deve dar lugar a uma Administração Pública mais eficiente e voltada para os resultados”, enfatizou o líder do MPLA.

Por outro lado, afirmou que Angola deve ter um Sistema de Defesa e Segurança Nacional adequado e capaz de prevenir e vencer eventuais ameaças e que tenha na qualidade do serviço a sua matriz. “Estou certo de que existe a capacidade, a vontade e a experiência necessárias para concretizar este objectivo”, afirmou.

Em função do que se assiste em termos de Segurança Nacional e Internacional, face ao surgimento de vários crimes, novos métodos de actuação e também de fenómenos como o terrorismo ou as pesudo-revoluções, o Presidente José Eduardo dos Santos afirmou que “não devemos permitir que as nossas diferenças políticas sejam aproveitadas por forças externas para dividir e pôr em causa a paz duramente conquistada”.

“Temos de ser capazes de prevenir eventuais acções subversivas, para manter a nossa soberania, a paz e a estabilidade, reforçar a nossa democracia e trabalhar no sentido de fazer prosperar a Nação angolana”, enfatizou o líder, referindo-se a necessidade de união de todos os angolanos.

PortalMPLA/DM

Veja todas as notícias