MPLA no Parlamento: Grupo Parlamentar propõe imigração ilegal para debate de Fevereiro

A Assembleia Nacional angolana vai discutir, a 25, o fenómeno da “Imigração ilegal, causas, impacto político e social e formas de combate”.

 

Luanda, 12 FEVEREIRO 16 (6ª FEIRA) – Por proposta do Grupo Parlamentar do MPLA, a Assembleia Nacional agendou, quarta-feira (10), como tema do seu debate mensal, de 25 de Fevereiro corrente, a “Imigração ilegal, causas, impacto político e social e formas de combate”, cujo relatório de sustentação foi já apreciado pelos deputados da sua 2ª Comissão, a de Segurança Nacional.

Antes, em reunião orientada (02) pelo presidente da 2ª Comissão, camarada Roberto Leal Monteiro “Ngongo”, os deputados reflectiram sobre as principais causas, efeitos e controlo do fenómeno da imigração ilegal em Angola.

Por se tratar de um fenómeno de escala universal, os deputados concluíram que o assunto deve mobilizar a atenção de todos os cidadãos, nas mais diversas esferas da sociedade.

Os parlamentares concluíram, igualmente, que o fenómeno migratório é um assunto de extrema relevância, devido ao eventual perigo que representa para um país determinado, caso não sejam observadas medidas preventivas.

Segundo o relatório, os imigrantes oriundos dos países da África ocidental e do leste são os que ocupam o topo da lista da imigração ilegal em Angola.

Pelos números, nos últimos anos, por exemplo, foram expulsos de Angola um total de 122 mil e 385 cidadãos estrangeiros de diferentes nacionalidades, sendo mil e 28 por via judicial e 121 mil e 357 por via administrativa.

PortalMPLA/AB

 

Veja todas as notícias