MPLA saúda 100.º aniversário da Revolução de Outubro

Carta do secretário-geral Paulo Kassoma (foto), endereçada ao presidente do Comité Central do Partido Comunista da Rússia, Guennady Zuganov.

 

Luanda, 07 NOVEMBRO 17 (3ª FEIRA) – Pela passagem, nesta terça-feira (07), do 100.º aniversário da Revolução de Outubro de 1917, o secretário-geral do MPLA, camarada Paulo Kassoma, na foto, endereçou, ao presidente do Comité Central do Partido Comunista da Federação Russa, Guennady Zuganov, a seguinte missiva:

“Ao Camarada Guennady Zuganov/Presidente do Comité Central do Partido Comunista da Federação Russa/Moscovo.

Estimado Camarada/, Por ocasião da celebração do 100.º aniversário da Grande Revolução Vermelha de Outubro, quero, em nome da Direcção do MPLA, dos seus militantes, simpatizantes e amigos, felicitar a Direcção do Partido Comunista da Rússia e, por vosso intermédio, os militantes do vosso Partido e todo o povo da Rússia, por tornar memorável este acontecimento, que marcou a grande viragem na história mundial e permitiu o surgimento de sistemas políticos mais justos e a libertação de povos subjugados.

O povo de Angola, que conquistou a sua independência em 1975, em resultado de uma longa luta de libertação contra o regime colonial, reconhece a importância histórica da Grande Revolução Vermelha de Outubro, como ponto de partida para o movimento revolucionário mundial e de transformações que o Mundo registou.

Os valores desta grande epopeia continuam válidos e inspiram-nos na construção de um Mundo com paz, respeito mútuo, mais justiça social e menos assimetrias.

Estamos certos de que, ao celebrarmos este facto histórico, estaremos a enaltecer os valores e, ao mesmo tempo, a estimular as novas gerações, para uma reflexão séria, em torno do Mundo em que vivemos e o risco de enveredar para um período de incertezas, quanto à paz mundial, às perspectivas de desenvolvimento económico, o fim dos flagelos que hoje preocupam-nos, nomeadamente, a fome e a pobreza, o tráfico de seres humanos, o fenómeno migratório, as grandes endemias e tantos outros.

Finalmente, permitam-nos exprimir a nossa inteira disposição em estreitar, ainda mais, as nossas relações bilaterais, forjadas ao longo de muitos anos e em circunstâncias diversas, sempre no interesse dos nossos povos.

Alta e fraternal consideração.

O Secretário-Geral do MPLA, António Paulo Kassoma”.

PortalMPLA/Sede Nacional do Partido

 

  

Veja todas as notícias