OBRA que eterniza a valentia dos combatentes do Cuito-Cuanavale

Mais dignidade aos sobreviventes e a todos que tombaram em defesa da Pátria angolana.

Cuito-Cuanavale, 19 SETEMBRO 17 (3ª FEIRA) – Um imponente edifício, com cerca de 35 metros de altura, sob forma de pirâmide, erguido de raiz numa área total de três hectares e meio, à entrada da sede do município do Cuito-Cuanavale, na parte centro da província do Cuando-Cubango, sudeste de Angola, simboliza a memória e a bravura dos heróis da Batalha de 1988.

A infra-estrutura comporta dois pisos, um terraço e é sustentada por três vigas de betão armado, que lhe conferem a forma de uma pirâmide. Está equipada com um elevador, com capacidade para transportar cinco pessoas.

Logo à entrada do pátio do monumento histórico, encontram-se duas estátuas de soldados, simbolizando um combatente das FAPLA (Forças Armadas Populares de Libertação de Angola – então exército nacional único e outro cubano, com os punhos erguidos, em sinal de vitória no fim dos combates da já conhecida, mundialmente, Batalha do Cuito-Cuanavale.

No mesmo perímetro, encontra-se uma biblioteca e um museu, este último, onde estão expostas algumas das armas capturadas durante os combates e o material utilizado pelas FAPLA e pelos internacionalistas cubanos.

A segunda fase do projecto contempla a construção de uma vila turística, com 120 apartamentos, 12 residências protocolares, uma piscina, dois restaurantes, centros sociais e comerciais, para o melhor atendimento às pessoas (turistas) que vão visitar o local.

Mais uma vez, o Governo angolano está de parabéns.

PortalMPLA/AB

Fonte: Angop

Veja todas as notícias