OPINIÃO: Desafios do MPLA no “render da guarda” – António dos Santos Dias*

O Partido “confirma continuar a merecer a confiança dos angolanos, para a implementação do conjunto de reformas necessárias em Angola”.

PortalMPLA, 11 SETEMBRO 18 (3ª FEIRA) - No dia oito de Setembro de 2018, o MPLA, atento aos sinais dos tempos e conforme o princípio dialéctico da relação natural entre o velho e o novo, promoveu a transição geracional da sua liderança, durante a realização do seu 6.º Congresso Extraordinário.

Com efeito, este acto democrático do MPLA é mais um exemplo de coesão e de unidade, em fazer cumprir os superiores interesses do Partido, perante os novos desafios, que caracterizam o actual momento, em prol da edificação, em Angola, de uma sociedade moderna, comprometida com os valores da justiça, da democracia e o do progresso social.

Deste modo, o MPLA confirma continuar a merecer a confiança dos angolanos, para a implementação do conjunto de reformas necessárias em Angola, para estancar o grande mal que é a corrupção e estimular a prática da boa-governação.

O êxito dessa magna reunião de dirigentes, quadros e militantes do MPLA certamente que pode contrariar todos os cenários vaticinados e preocupações ventiladas quanto à pretensa bicefalia ou apego ao poder partidário, por parte do Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, um patriota que faz parte da geração dos homens e mulheres que lutaram contra o colonialismo, contra regime racista do apartheid e pela paz e segurança do solo pátrio angolano.

Neste contexto, o Partido do coração do povo angolano, fiel à sua identidade ideológica e tradições, preparou-se, de forma perspicaz, com o rigor e com a sapiência adequada “o render da guarda”, evitando os habituais problemas do quotidiano africano, onde abundam os queixumes, os ataques pessoais e a “caça às bruxas”, entre outras humilhações contra os anteriores governantes.

No entanto, não se pode confundir tal situação com o processo de reformas em curso no nosso País, porquanto o mesmo corresponde a uma meta do programa eleitoral do Partido, apresentado nas Eleições Gerais de 23 de Agosto de 2017, que se consubstancia no compromisso de “melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”.

Para dissipar quaisquer interpretações mal-intencionadas, no combate às más-praticas de gestão, poderia o sentido de Estado ser aprimorado, quanto à observação e aplicação de medidas, que visam os actos administrativos e judiciais, para evitar o entusiasmo exacerbado, o excesso de zelo e de autoridade, a fim de garantir, com descrição e ponderação, o tratamento dos delicados dossiers pertencentes às pessoas publicamente expostas.

Porém, a prioridade é combater a corrupção, o nepotismo e o favorecimento para que o MPLA continue a ser a legitima alternativa dos anseios nacionais ao desenvolvimento sustentável, rumo à erradicação da fome e da pobreza, ao aumento e ao melhoramento da qualidade da educação e da saúde e ao emprego, em suma, tornar Angola num e bom lugar para se nascer e viver uma vida digna e honesta.

Certamente que o MPLA, em respeito da sua identidade ideológica, enquanto um Partido que pugna pelos princípios do Socialismo Democrático, mobilizará os seus militantes, simpatizantes e amigos para tomar posição na linha da frente da diversificação económica e na mitigação dos efeitos nefastos resultantes da crise financeira.

Por outro lado, o Executivo do MPLA deve continuar a trabalhar no sentido de criar as condições mais favoráveis para todos os angolanos participarem no esforço nacional de desenvolvimento, em particular com projectos de investimento, que tragam a robustez do tecido económico angolano.

Partindo do pressuposto que o homem é primeiro e o mais importante recurso do processo social, o MPLA deve, de forma pedagógica e profiláctica, orientar os seus militantes, simpatizantes e amigos a contribuírem, de modo mais activo, para a criação do homem novo à altura dos novos desafios políticos, económicos e sociais, como o garante das gerações vindouras.

*Especialista de Relações Internacionais

/ASD/AB

Veja todas as notícias