Presidente do MPLA realça importância do VII Congresso para o Partido

Camarada Presidente destaca importância do VII Congresso para o fortalecimento da união e reforço dos ideais do Partido

Luanda, 18 AGOSTO 16 (5ªFEIRA) – O Camarada Presidente José Eduardo dos Santos realçou quarta-feira (17), em Luanda, a importância do VII Congresso do Partido, afirmando que constitui um “importante momento para fortalecer a união, reforçar os ideais que sempre nos nortearam o MPLA e demostrar que este MPLA é o Partido da Grande Família Angolana”.

Segundo o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, que discursava na abertura do magno evento, a decorrer até sábado sob o lema “MPLA – Com o Povo rumo à Vitória”, enquanto Partido da grande família o MPLA “está assim preparado para o combate político, para ganhar as próximas eleições e para continuar a governar a República de Angola, correspondendo aos anseios das populações”.

Em função da actual situação económica e financeira do país, disse que colocam-se para o Partido grandes desafios. “Devemos olhar para trás e analisar o que fizemos com o necessário sentido de crítica e de autocrítica, para constatarmos o que não foi bem feito”, referiu, adiantando que os erros deverão ficar no passado e servir de critério para correcção do presente e projecção do futuro.

A este respeito, o Camarada Presidente sublinhou que “o MPLA trabalha e faz e o povo sabe”. “Está sempre empenhado em fazer mais e melhor”, enfatizou, falando da necessidade de se ter como base aquilo que fizemos de bom e com coragem, determinação e sentido de responsabilidade, para redefinir as prioridades à luz do actual contexto e adoptar as melhores práticas e as opções mais vantajosas para realizar o bem comum.

A propósito, o Presidente José Eduardo dos Santos afirmou que importantes passos já foram dados nesse sentido. “Colocámos hospitais e postos de saúde onde nada havia. Formámos mais médicos e mais enfermeiros. Hoje já fazemos cirurgias de risco em várias capitais de província, que há alguns anos só eram possíveis no exterior do país. Isto constitui um motivo de orgulho para os angolanos”, sublinhou.

PortalMPLA/DM

Veja todas as notícias