SABOTAGEM: UNITA instrui militante seu a fazer duplo registo eleitoral

Ernesto João Manuel fez dois registos. Isso é crime, nos termos da lei.

 

Luanda, 20 ABRIL 17 (5ª FEIRA) – A UNITA, partido de oposição em Angola, instruiu o seu comissário eleitoral Ernesto João Manuel a efectuar dois registos eleitorais, na tentativa de forjar uma prova de que o processo estivesse viciado à partida.

A denúncia foi feita, quarta-feira (19), em Luanda, pelo secretário de Estado para os Assuntos Constitucionais do Ministério da Administração do Território, Adão de Almeida, durante um encontro com os partidos políticos interessados em concorrer nas Eleições Gerais, aprazadas para Agosto próximo.

Ernesto Manuel usou, deliberadamente, dois números de eleitor diferentes. O primeiro, realizado na localidade de Bom Jesus, município de Icolo e Bengo, província de Luanda, ocorreu a 31 de Outubro de 2016, tendo usado o número de eleitor 74638.31.0.

O segundo acto, a sete  de Dezembro do mesmo ano, fê-lo no Bairro Nzinga Mbandi, distrito urbano da Camama, município de Talatona, província de Luanda, tendo usado o número de eleitor 74821.6891.0.

No entanto, a 29 de Dezembro último, analisados os dois registos, o sistema considerou válido o último, por ser o mais recente.

A 25 de Janeiro último, ambos os registos foram submetidos à análise biométrica, cujo resultado foi de 17.33 por cento de similaridade e, aproximadamente, 90% de probabilidade de ser o mesmo registo, já que no primeiro o cidadão em causa apresentou-se sem barba e no segundo cm barba.

Ernesto João Manuel é membro da Comissão Municipal Eleitoral, pela UNITA, colocado no município da Quiçama.

O registo eleitoral em Angola, para as Eleições Gerais deste ano, decorreu de 25 de Agosto de 2016 a 31 de Março de 2017 e culminou com o cadastramento de nove milhões, 459 mil e 122 cidadãos.

PortalMPLA/AB

 

 

Veja todas as notícias