Soba grande do Luena: “MPLA será o digno vencedor das eleições”

M Xregedor

Luena, 20/08 – “Se o MPLA não prestasse, não reconstruiria o que os outros destruíram”. 

A afirmação pertence ao soba grande da cidade do Luena, capital da província do Moxico, João Mussendeka Canhengue, quando, após 30 anos, ouviu (17), de novo, o apito do comboio dos Caminhos-de-Ferro de Benguela (CFB), na Estação Central da sua cidade, no leste de Angola.

Ao falar ao Portal ÉME, expressou a sua forte convicção de que o MPLA, sob direcção do Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, pelos seus feitos, em prol do bem-estar de todo o povo angolano, “será o digno vencedor das próximas Eleições Gerais”, de 31 de Agosto corrente. 

Segundo disse João Canhengue, toda a Regedoria sob sua jurisdição tem a mesma certeza, como a sua, pois que “todos estão a ver que o comboio que, há muito, não circulava, agora já chegou”.

“As pessoas devem ver que o Camarada José Eduardo dos Santos deve continuar, porque uma construção sem um arquitecto bom sai errada”, concluiu, sublinhando que todos devem apoiá-lo, para que dê continuidade ao que falta terminar.

Vitória do bem sobre o mal

No dia (17) do regresso do comboio à província do Moxico, o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos recordou, num comício popular na cidade do Luena, que o Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB) foi sempre uma empresa civil, que prestou um trabalho útil e insubstituível à população, mas que, mesmo assim, não foi poupada pelas então forças militares da UNITA, o que considerou constrangedor, por elas terem arrasado tudo e não se preocuparem com ninguém, deixando milhares de famílias pobres.

“Hoje, dizem eles que estão preocupados com a pobreza e as dificuldades dos cidadãos. Dizem que podem resolver os problemas do povo, melhor que o MPLA”, declarou o Arquitecto da Paz, que afirmou não acreditar que tal suceda.

Na província do Moxico, depois de conquistada a paz definitiva, a quatro de Abril de 2002, muita coisa foi feita pelo Executivo do MPLA e pela população, num gigantesco esforço na resolução dos problemas do povo e o balanço é positivo, nas acções de combate à fome e à pobreza.

Uma vitória do bem sobre o mal.

RF/AB

Veja todas as notícias