UNITA apedreja jornalistas da Televisão Pública de Angola

A Direcção da TPA exigiu, sábado (11), um pedido público de desculpas.

 

Luanda, 13 MARÇO 17 (2ª FEIRA) – Os jornalistas da Televisão Pública de Angola (TPA) Wandi Majongo, Nolásio Biri, Júlio Ebo e Zeca António foram vítimas, sábado (11), em Luanda, de apedrejamento, por militantes da UNITA, quando reportavam, no município de Viana, um comício deste partido da oposição. 

Após essa denúncia, o Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) condenou energicamente, domingo (12), em comunicado, essa atitude intratável dos militantes da UNITA, recordando, à toda a sociedade, que os jornalistas são, apenas, intermediários no processo de comunicação e que só nesta condição devem ser vistos.

O SJA reiterou, aos gestores de órgãos de comunicação social públicos e privados, a salvaguardarem a credibilidade da profissão e a protegerem a integridade física dos profissionais, numa altura de ânimos exaltados, por conta do actual processo eleitoral.

A Direcção da TPA, por seu lado, exigiu que a UNITA apresente publicamente as suas desculpas, face às agressões de que foram vítimas os seus repórteres e pediu garantias de segurança na cobertura das suas actividades.

PortalMPLA/AB

Veja todas as notícias