Decisão de Black Power e portas abertas do MPLA

Paulo Cahilo

Luanda, 03 - Não são por acaso as sucessivas vitórias que o MPLA, o Partido do povo, vai somando. São produto de uma longa experiência, de organização e, sobretudo, de maturidade política do seu líder, o Camarada José Eduardo dos Santos.

As vitórias, nos campos político, económico, diplomático, cultural e social, revelam, como disse o Camarada Presidente, que Angola está a crescer mais e distribuir melhor.

Àqueles que não se sentirem bem, nos partidos onde a demagogia substitui a democracia, o MPLA tem as portas abertas, para receber todos os que procuram trilhar, juntos, o caminho da reconstrução e do desenvolvimento deste belo país, Angola.

A decisão corajosa, tomada pelo general Black Power, até há dias dirigente da UNITA e seguida por mais outros altos responsáveis desse partido, vem demonstrar que o MPLA é o único que pode garantir o desenvolvimento sustentável de Angola e o bem-estar dos seus filhos.

O MPLA e o seu Governo conseguiram, em apenas 10 anos de paz, colocar as cartas com o ÁS na mesa, dando mostras de que são capazes de satisfazer os anseios do povo angolano.

Angola é um canteiro de obras. Disso ninguém mais tem dúvidas. A realidade está aí. Obras por tudo quanto é canto deste país, estradas em reconstrução e novas, novos hospitais, novas escolas dos vários níveis de ensino, mais água potável e mais luz eléctrica.

Passo-a-passo, os angolanos vão melhorando a sua condição social. É Angola a crescer e a distribuir melhor. Por isso, está chegar a hora da verdade, para que não se troque gato por lebre.

Para esta obra, que se chama Angola, são bem-vindos todos aqueles que querem abraçar a paz, o desenvolvimento e o bem-estar para todos nós.

Juntos, vamos vencer e construir um país cada vez melhor para se viver.