Momentos ímpares do ensino em Angola

Luanda, 13/08 - O ensino em Angola tem vindo a registar um crescimento cada vez mais significativo, desde a conquista da paz definitiva, a quatro de Abril de 2002.

É notável como o número de estudantes e de instituições de ensino têm vindo a aumentar. Para se ter ideia, é só ver que Angola está, hoje, coberta por instituições de Ensino Superior, espalhadas pelas 18 províncias, através das várias regiões académicas, criadas no âmbito do Programa do Governo do MPLA, adequando-as às necessidades e ao nível de crescimento socioeconómico que o país tem vindo a registar.

O surgimento das regiões académicas é uma prova do cumprimento das promessas feitas pelo MPLA, em 2008 e que estão a ser materializadas com sucesso.

Aliás, o país necessita de um ensino superior eficiente e capaz de corresponder às necessidades da nossa sociedade e reduzir, de forma gradual, as taxas de migração de jovens, para os principais centros urbanos, em busca de uma instrução elevada.

Apesar de alguns estabelecimentos apresentarem, ainda, dificuldades, no que concerne ao quadro docente e à diversificação de cursos, o mais importante é que o país está a dar passos significativos nesse sentido.

Se olharmos para alguns países, que passaram por problemas semelhantes aos nossos e que hoje atingiram um nível de desenvolvimento aceitável, os mesmos passaram pela fase que hoje Angola está a trilhar.

De forma paulatina e segura, Angola, através de um Programa de Governo coerente e dinâmico, como o do MPLA, vai, de facto, conseguir atingir os níveis desejados, removendo os constrangimentos, sobretudo em matéria de recursos humanos e de gestão do sistema.

O país está a viver momentos ímpares da sua história, em matéria de ensino e, desta forma, trilha, rumo à formação de um cidadão socialmente competente, para colocar-se numa posição de destaque no cenário nacional e internacional.