Vencemos e muito bem

Artig Ocahilo

Luanda, 02/09 - Não há dúvidas de que a vitória, nas Eleições Gerais, de 31 de Agosto último, demostram que o MPLA é o povo e que o povo é o MPLA.

Socorrendo-nos ao legado deixado pelo Fundador da Nação, o saudoso Camarada Agostinho Neto, de que “nós somos milhões e contra milhões ninguém combate” e que “quem tentar será vencido”, dizemos que a prova está, mais uma vez, dada pelo povo angolano. O povo venceu e venceu a democracia.

Aliás, a opinião, nos vários círculos políticos da praça, bem como dos diversos observadores, confirmam a vitória, clara e convincente, do MPLA.

Tal como afirmou o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos, o Arquitecto da Paz, nos vários pronunciamentos que proferiu ao longo da campanha eleitoral, o MPLA é o único partido que garante a segurança, a estabilidade e o desenvolvimento para os angolanos.

Cegueira dos ditos clubes k

Não nos surpreendem os insultos e as mentiras dos ditos clubes k, pois que o melhor remédio, para eles, é tratarem da cegueira de que sofrem, o que os faz verem fantasmas da já velha “fraude eleitoral”, para, assim, tentarem justificar os seus fracassos, até como pessoas.

Quem dita as regras da democracia, nos pleitos eleitorais, é, somente, o povo eleitor. E basta.

O MPLA acaba de assumir mais um compromisso para com o povo angolano, com toda a Nação e com a democracia. Ele vai garantir o desenvolvimento do país, vai cumprir o seu Programa de Governo, que agrada os eleitores, sem demagogia e falsas promessas.

Só resta, então, arregaçar as mangas e partir para o trabalho.

Paulo Cahilo, jornalista