ANO NOVO 2017: Discurso do vice-presidente do MPLA

“ESTE É UM ANO DE GRANDES DESAFIOS” – 11.01.17.

 

Luanda, 11 JANEIRO 17 (4ª FEIRA) – Improviso do vice-presidente do MPLA, camarada João Lourenço, pronunciado, nesta quarta-feira (11), na cerimónia de cumprimentos de ano novo 2017, realizada na Sede Nacional do Partido, em Luanda.

“Camaradas,

Acabámos de receber os cumprimentos, ditos de fim-de-ano. Para o caso, não sei se será, uma vez que já estamos a pouco mais de uma semana do novo ano.

De uma forma geral, todos os camaradas desejaram-nos um bom ano 2017. Nós aceitámos esses votos de bom ano, de bom grado, porque sabemos terem sido dados de bom grado, também do fundo do coração e com o real desejo de que o ano 2017 seja bom para todos.

Em primeiro lugar, bom para o nosso Partido, o MPLA, para nós e para as nossas famílias. Ele será bom, sim e será bom, porque aqui reunidos, nesta sala vamos nos comprometer, todos, a trabalhar para que, efectivamente, ele venha a ser bom.

Portanto, o ano 2017 será bom se, em conjunto, trabalharmos para a vitória do nosso glorioso MPLA.

Este é um ano de grandes desafios e, como sabemos, temos de enfrentar o pleito eleitoral, em Agosto do corrente ano. E para alcançarmos a vitória, uma vitória que seja retumbante, que esteja à dimensão dos 60 anos do nosso Partido, é preciso que trabalhemos, que trabalhemos bem e bastante. É preciso trabalharmos buscando objectivos muito concretos, trabalhando de forma colegial, porque sozinho ninguém alcança vitórias. Aqui não há milagreiros, como dizem os brasileiros.

Um dirigente, sozinho, não garante a vitória do MPLA. Em conjunto sim. A Direcção do Partido, as direcções intermédias, os CAP’s, os militantes, individualmente falando, os simpatizantes, os amigos do MPLA, se nós soubermos fazer essa ligação entre nós, trabalhando todos para o mesmo objectivo, temos a certeza que a vitória não nos vai fugir.

Mais uma vez, vamos saber merecer a confiança do eleitorado, de uma forma geral a confiança dos cidadãos angolanos, que reconhecem em nós o único Partido à altura de dirigir os destinos do nosso país.

Portanto, por ser um ano de trabalho, não é um ano de grandes discursos. É um ano que a gente quer ver acções concretas, muito trabalho.

Gostaria de terminar esta muito breve intervenção, desejando aos camaradas muitas felicidades, prosperidade na vossa vida laboral, sobretudo muita saúde, porque com saúde, sim, estaremos em condições de trabalhar aquelas horas extras que o Partido vai exigir de nós.

Já sabemos que não vamos poder trabalhar como funcionários. Não há oito horas de trabalho. De agora até Agosto, vamos trabalhar quantas horas forem necessárias, para que consigamos obter os tais bons resultados, nas eleições.

Portanto, muita saúde, para que possamos aguentar - se me permitem a expressão - o grande desafio que teremos de enfrentar e que vai exigir de nós muita força intelectual, muita inteligência, mas, também, muita resistência física, para estarmos à altura deste grande desafio.

Nós temos a certeza que podemos contar convosco, com todos os militantes do MPLA, não apenas os que estão aqui nesta sala - os que estão aqui estão a representar os milhões que somos, de Cabinda ao Cunene - podemos contar com todos eles para a vitória estrondosa do MPLA, em Agosto do corrente ano.

Muito obrigado, mais uma vez votos de muitas felicidades e que vença o MPLA”.

PortalMPLA/JA/AB

Foto/DDS