Candidatura a Presidente do MPLA: Discurso do vice-presidente, Roberto de Almeida

“Longe de ser um privilégio, o cargo de Presidente do MPLA acarreta um somatório de encargos e responsabilidades, que exigem fortes qualidades de liderança, dedicação, inteligência, sentido de conciliação, tolerância e experiência partidária” – 30.06.16.

Luanda, 30 JUNHO 16 (5ª FEIRA) – Discurso pronunciado pelo vice-presidente do MPLA, camarada Roberto de Almeida, nesta quinta-feira (30), Na Sede Nacional do Partido, em Luanda, no acto de formalização da candidatura do Camarada José Eduardo dos Santos ao cargo de Presidente do MPLA:
“Camaradas membros do Bureau Político,
Camaradas membros da Comissão de Disciplina e Auditoria do Comité Central do MPLA,
Camaradas primeiros-secretários dos comités provinciais do MPLA,
Camaradas deputados do MPLA, em representação do Grupo Parlamentar,
Camaradas representantes da OMA,
Camaradas representantes da JMPLA,
Camaradas directores dos departamentos e gabinetes do Comité Central do MPLA.
Camaradas chefes de divisão, assistentes, analistas, colaboradores e demais quadros do aparelho central do MPLA,
Saúdo cordialmente a vossa presença e participação neste acto de particular relevância para o nosso Partido, o MPLA, que visa formalizar a candidatura do Camarada José Eduardo dos Santos, ao cargo de Presidente do MPLA.
Nos termos do Artigo 76º dos Estatutos do MPLA, cito, “o Presidente do Partido é o órgão individual que dirige, coordena e assegura a orientação política do Partido, garante o funcionamento harmonioso dos seus órgãos e organismos e representa-o perante os órgãos públicos e perante os partidos políticos e organizações a nível internacional”.
Por seu turno, o Artigo 28º do Regulamento Eleitoral do MPLA estabelece que “a lista ou listas de candidaturas à Direcção do Comité de Acção do Partido, dos órgãos individuais e colegiais representativos, devem ser submetidos à Comissão Eleitoral do respectivo escalão, da seguinte forma:
a) 15 dias antes da realização da Assembleia;
b) 20 dias antes da realização da Conferência;
c) 45 dias antes da realização do Congresso”.

Camaradas membros da Direcção do Partido,
Camaradas deputados,
Camaradas da OMA e da JMPLA,
Caros camaradas,

A trajectória de vida seguida pelo Camarada José Eduardo dos Santos, desde os tempos de acção clandestina, partida para o exterior e integração no Movimento em luta pela libertação de Angola, ilustra bem a sua têmpera de nacionalista convicto, combatente decidido e forjado nas dificuldades enfrentadas, ao longo de um percurso que exigiu sacrifício, determinação e entrega total.
Longe de ser um privilégio, o cargo de Presidente do MPLA acarreta um somatório de encargos e responsabilidades, que exigem fortes qualidades de liderança, dedicação, inteligência, sentido de conciliação, tolerância e experiência partidária.
Todas estas qualidades, concentradas no cidadão e militante José Eduardo dos Santos e confirmadas na sua notável acção como incansável obreiro da reconstrução, estratega político, diplomático e militar e Pacificador da Nação, fazem dele a opção mais acertada para os militantes, simpatizantes e amigos do MPLA, sob sua direcção, continuarem a confiar na orientação firme do Partido para alcance dos objectivos inscritos no nosso Programa.
Viva o Camarada Presidente José Eduardo dos Santos
Viva o MPLA
MPLA - Com o Povo, Rumo à Vitória
A Luta Continua
A Vitória é Certa”.
PortalMPLA/Sede Nacional do Partido
Foto: DDS